1. O milionário da Famicom

Iwata:

Esta entrevista «Iwata Pergunta» debruçar-se-á sobre The Wonderful 101, desenvolvido pela PlatinumGames Inc. 1 para a Wii U, e terá duas partes. Para a primeira parte, convidei Kamiya-san, o diretor do jogo, para uma conversa cara a cara. Obrigado por teres vindo.1. PlatinumGames Inc.: Uma criadora de videojogos fundada em 2006. O lançamento de The Wonderful 101 para a Wii U está previsto para 23 de agosto na Europa e a empresa está atualmente a desenvolver Bayonetta 2 para a Wii U. Sede: Osaca. Para mais informações, lê a sessão «Iwata Pergunta» dedicada à PlatinumGames.

Kamiya:

Obrigado por me receberes.

Iwata:

Isso é uma T-shirt de The Wonderful 101?

Kamiya:

Sim. (risos) Vesti-a para a entrevista.

Iwata Asks
Iwata:

Gosto dela! (risos) Antes de começar com as perguntas sobre The Wonderful 101, gostava de perguntar-te como é que alguém como tu, que cria jogos tão enérgicos, te tornaste na pessoa que és hoje.

Kamiya:

É uma honra.

Iwata:

Em primeiro lugar, gostaria de perguntar-te como foi o teu primeiro contacto com videojogos.

Kamiya:

Não me lembro exatamente, mas desde muito novo que me sinto atraído pelo som daqueles bips digitais. Lembro-me de sempre ter sentido que eram sons bastante familiares.

Iwata:

Jogavas videojogos sobretudo em tua casa ou noutros sítios?

Kamiya:

No início, acho que jogava nas secções de videojogos das lojas e em locais desse género. Mas quando andava na escola primária, começaram a aparecer consolas que se ligavam à televisão para jogar, como a TV Vader2, a Epoch Cassette Vision3, o Tomy Tutor4 e a Intellivision.52. TV Vader: Uma consola de videojogos para uso doméstico lançada no Japão pela Epoch Co. em 1980, que incluía um jogo para abater invasores extraterrestres a tiro.3. Epoch Cassette Vision: Uma consola de videojogos para uso doméstico ao estilo das consolas de cassetes, lançada no Japão pela Epoch Co. em 1981.4. Tomy Tutor: Um computador de jogos de 16 bits lançado no Japão pela Tomy Co., Ltd. (a atual Takara Tomy) em 1982. Conhecido como Grandstand Tutor no Reino Unido, foi lançado na Europa em 1983.5. Intellivision: Uma consola de videojogos para uso doméstico lançada na Europa pela Mattel, Inc. em 1982. No Japão, foi lançada pela Bandai Company, Limited (a atual Namco Bandai Games Inc.) em 1982.

Iwata:

Sim. Naquela altura, havia várias empresas a lançar consolas para uso doméstico.

Kamiya:

Eu queria imenso ter uma consola para jogar em casa, mas os meus pais eram demasiado rígidos e não me compravam uma.

Iwata:

Naquela altura, toda a gente era assim. Muita gente ia para casa de outras pessoas jogar.

Kamiya:

Um miúdo mais velho do meu bairro tinha a Epoch Cassette Vision. Eu queria imenso jogar e, por isso, ia para casa dele. Mas ele era um bully e tratava-me sempre mal.

Iwata:

Mas tu querias jogar na mesma?

Kamiya:

Sim. Entre ficar em casa sem ser maltratado ou jogar Epoch Cassette Vision, a consola ganhava de longe. Voltava sempre para casa magoado, mas no dia seguinte ia lá outra vez.

Iwata:

O apelo da consola era assim tão forte? O que é que te atraía assim tanto nos jogos?

Kamiya:

Eram misteriosos. Tal como já disse, gostava dos sons eletrónicos. Por isso, em vez de ouvir música eletrónica normal, sentia-me mais confortável a ouvir música de videojogos. Claro que também gostava de jogar os títulos, mas os meus ouvidos adoravam a música.

Iwata:

Acho que já nasceste com esse tipo de gosto.

Iwata Asks
Kamiya:

Agora que penso nisso, acho que sim.

Iwata:

Qual foi a primeira consola que compraste?

Kamiya:

Quando estava no primeiro ou segundo ano do 2.º ciclo, comprei uma Famicom6 com dinheiro que recebi no Ano Novo.6. Famicom: Também conhecida como Family Computer System, que é o nome japonês da Nintendo Entertainment System (NES). A Famicom foi lançada no Japão em 1983.

Iwata:

Depois de muito tempo a querer ter uma e a ter de passar por provações, finalmente tinhas uma forma de jogar videojogos em tua casa.

Kamiya:

Sim. Mas não pude comprá-la quando recebi autorização dos meus pais. Isto aconteceu no meio do boom nunca antes visto da Famicom e, por isso, não estava à venda em lado nenhum.

Iwata:

Naquela altura, mesmo que quisesses comprar uma Famicom, não podias fazê-lo.

Kamiya:

E quase nenhum dos meus amigos tinha uma. Mas uma loja do meu bairro decidiu vender uma Famicom às primeiras dez pessoas que chegassem à loja quando abrisse para o Ano Novo. Por isso, levantei-me às quatro da manhã e pus-me a caminho. Mas, quando lá cheguei, já havia dez pessoas na fila!

Iwata:

Aposto que foi um choque. (risos)

Kamiya:

Sou de Matsumoto na província de Nagano7. E só em Matsumoto havia dez pessoas mais determinadas do que eu.7. Matsumoto na província de Nagano: Uma cidade na ilha de Honshu, no Japão, com cerca de 240.000 habitantes.

Iwata:

(risos) Deves ter ficado a pensar «Uau! Estas pessoas gostam ainda mais de jogos do que eu.»

Kamiya:

Exatamente. E arrastei-me até casa. Eram as férias do Ano Novo e o meu primo tinha vindo jogar comigo e disse-me que conhecia alguém que me podia vender uma Famicom com 15 jogos pelo preço especial de 30.000 ienes (Nota do editor: 30.000 ienes correspondem a cerca de 200 libras).

Iwata:

Mas que sorte!

Kamiya:

Sim. Então, tornei-me um milionário da Famicom da noite para o dia! Tive uma sorte enorme em ter tido 15 cartuchos de jogos naquele tempo.

Iwata:

Sem dúvida! Naquela altura, nenhum estudante do liceu tinha tantos jogos.

Kamiya:

Eu sei. O primeiro jogo que comprei numa loja com o meu próprio dinheiro foi Nuts & Milk8, mas comprei-o antes de ter a consola e, por isso, limitei-me a olhar para o cartucho e a ler o manual de instruções!8. Nuts & Milk: Um jogo de ação lançado no Japão pela Hudson Soft Company para a Famicom em julho de 1984.

Iwata:

A sério? (risos) Para um rapaz do liceu, receber 15 jogos de repente deve ter sido uma experiência e peras!

Kamiya:

Sem dúvida! Vinha toda a gente ter comigo para me pedir ou emprestar jogos. A partir dessa altura, fiquei completamente absorto na Famicom. Acho que toda a gente da minha geração era assim quando era pequena.

Iwata:

Antes, só podias jogar se fosses a um salão de jogos, mas, depois, passaste a poder jogar em casa sempre que te apetecesse. Deve ter sido um sonho tornado realidade!

Kamiya:

E foi. E os jogos da Famicom eram exatamente como os títulos do salão de jogos. Era um objeto incrivelmente atraente. Quando olho para trás, acho que nunca fiquei tão entusiasmado com a compra de uma consola de videojogos como nessa altura.

Iwata Asks
Iwata:

Houve uma série de fatores que contribuíram para esse grau de alegria, como a quantidade de tempo que tiveste de esperar e a quantidade de desejo que se foi formando dentro de ti.

Kamiya:

Isso mesmo. Nunca me tinha sentido tão feliz por comprar algo e nunca mais me voltei a sentir assim. É para que vejas o quão incrível foi aquele acontecimento!