07: O Gooigi está concluído!
Fechar X

Diário de pesquisas do Professor E. Gadd

07: O Gooigi está concluído!

Após colocar a minha vida em perigo ao tentar eliminar as fraquezas do Gooigi, rapidamente recuperei a motivação para levar a cabo novas pesquisas.

O meu novo objetivo? Submeter o Gooigi à minha vontade!

CI_3DS_LuigisMansion_Polaroid_Report7_01.png

Apesar de o Gooigi ser capaz de agir de forma independente, reparei que, por vezes, se revela um pouco… imprevisível. Talvez este comportamento faça parte da sua própria natureza não humana, mas reparei que nem sempre age de forma sensata. Por exemplo, por mais que eu queira que se esgueire para perto dos fantasmas, acaba por avançar desenfreadamente contra eles, afugentando-os! Se puder controlá-lo de forma mais precisa, tenho a certeza de que irei conseguir recolher fantasmas mais eficientemente.

CI_3DS_LuigisMansion_Polaroid_Report7_02.png

Tendo este objetivo em mente, decidi implantar um chip especial no Gooigi. Este dispositivo foi criado para me permitir controlar as ações do Gooigi com um comando. E funciona! Assim que recorri ao comando, o Gooigi começou a caminhar na direção indicada. Um sucesso retumbante! Ou assim pensei... Caminhar revelou-se uma tarefa fácil. Utilizar o Poltergust, já nem tanto.

Premi o botão para que o Gooigi utilizasse a função de sucção do Poltergust, mas, em vez disso, ativou o Strobulb! Após algumas calibrações, consegui que utilizasse a sucção, mas depois não havia forma de pará-lo! Apenas se mantinha imóvel, sugando o ar em seu redor...

CI_3DS_LuigisMansion_Polaroid_Report7_03.png

Analisei o algoritmo do comando e fiz imensas alterações aos seus sistemas, mas nada conseguia resolver o problema. Que frustração! Irritado, dei um golpe acidentalmente no comando… Subitamente, o Gooigi, que continuava a tentar aspirar a parede, virou-se na minha direção. Antes que pudesse reagir, vi-me a ser aspirado pelo Poltergust!

No espaço de alguns segundos, tinha a cabeça presa no seu bocal e, num instante, seria totalmente engolido pela minha invenção! Parecia que seria o meu fim! Esbracejei e lutei para me libertar, mas sem sucesso. Aparentemente, o poder do Poltergust é superior ao do seu criador!

CI_3DS_LuigisMansion_Polaroid_Report7_04.png

Com mais de metade da minha cabeça dentro do bocal, resignei-me e preparei-me para o pior. Entretanto, tropecei em algo no chão. Antes que me apercebesse do que aconteceu, vi-me estendido no chão, livre do meu terrível destino!

Pelos vistos, nos meus momentos finais, derrubei inadvertidamente um balde com uma esfregona. A água no seu interior espalhou-se pelo chão e derreteu o Gooigi assim que lhe tocou, libertando-me. Nem tenho palavras para descrever a alegria que senti nesse momento por não ter conseguido eliminar a sua vulnerabilidade à água. Eh eh eh!

CI_3DS_LuigisMansion_Polaroid_Report7_05_06.png

Tendo escapado por pouco à morte, entendi que isso fosse um sinal para interromper as minhas pesquisas… Brincadeira! Como é óbvio, continuei a trabalhar sem medo! Tive uma nova ideia que gostaria de experimentar: e se abandonasse a ideia do comando e me concentrasse em criar uma forma de transferir a minha consciência para o Googi? Em essência, eu tornar-me-ia o Gooigi!

Para dizer a verdade, esta ideia estava relacionada com outro objetivo que andava a desenvolver. Já há algum tempo que pensava em armazenar o Gooigi no Poltergust quando não estivesse a ser utilizado, daí que o processo de desenvolvimento de um novo Poltergust estivesse bem encaminhado.

Graças a este novo Poltergust, poderia enviar ou recolher o Gooigi à vontade. Recorrendo a esta ligação, debrucei-me sobre a possibilidade de usar este mesmo sistema para transferir a consciência de quem utilizasse o Poltergust diretamente para o Gooigi!

CI_3DS_LuigisMansion_Polaroid_Report7_07.png

Entusiasmado com esta ideia, coloquei mãos à obra para adicionar mais uma funcionalidade a este novo Poltergust. Instalei um sensor à parte do Poltergust que toca nas costas do utilizador e testei o sistema com a única cobaia disponível: eu. Felizmente, tudo correu como planeado! Eh eh eh!

Ao tornar-me no Gooigi, conseguia agora controlar o seu corpo como se tratasse do meu!

No entanto, uma vez que tinha transferido a minha consciência para o Gooigi, enquanto estivesse a controlá-lo, o meu corpo parecia entrar num estado de dormência. Bem, não passa de um pequeno inconveniente, especialmente para obter esta nova habilidade, recorrendo a este sistema que me permite transferir rapidamente a minha consciência entre o meu corpo e o Gooigi. No caso de algum deles estar em perigo, posso rapidamente alternar entre eles para lidar com qualquer problema.

CI_3DS_LuigisMansion_Polaroid_Report7_08.png

E assim o meu novo Poltergust estava finalmente concluído! O armazenamento do Gooigi, a transferência de consciência… Tinha muitas razões para celebrar! Como sempre, fi-lo com uma chávena de café da variedade Lunoman Greenie. Nesse mesmo instante, recebi uma carta...

Tratava-se de um convite enviado pela dona de um luxuoso hotel, situado numa região conhecida por ter fantasmas extremamente raros. E ela convidava-me a pernoitar lá, gratuitamente!

CI_3DS_LuigisMansion_Polaroid_Report7_09.png

Parece que a dona tinha um grande interesse em ver o fantasma Rei Bu, capturado pelo Luigi durante os problemas que assolaram Evershade Valley. Este fantasma faz parte da minha coleção desde então e a dona do hotel disse que me recompensaria se o pudesse ver ao vivo e a cores! Na verdade, ela disse-me até que, se o trouxesse comigo para o hotel, receberia a sua incalculável coleção de fantasmas... completamente grátis! Que espantosa oportunidade! Uma tarefa tão simples para ter a oportunidade de aumentar a minha coleção? Não tinha como recusar!

A ideia de adicionar mais fantasmas à minha coleção deu-me asas nos pés e, num instante, fiz a minha mala com o novo Poltergust e o Gooigi, juntamente com o recipiente que continha o Rei Bu, carreguei tudo para o meu automóvel e parti em direção ao hotel...

Todas as publicações

mainbgjournal
h2wrapperbg
h2wrapperbgmob