Dicas gerais para o jogo

Aplica-se a: Nintendo DS


Identidade da marca
No mundo de Nintendo presents: Style Boutique, muitas clientes são extremamente fiéis a marcas específicas: enquanto algumas delas te tornarão a vida fácil ao dizerem o nome dessas marcas e tipos de artigos que procuram, outras serão mais desafiantes e poderás precisar de te "armar" em detetive para satisfazer as suas necessidades. Ouve cuidadosamente a tua cliente quando esta estiver a descrever o look que deseja uma vez que cada uma das 16 marcas tem palavras-chave associadas que vão ocorrendo mais vezes. Então, se uma cliente quiser algo "boho-chic", de "espírito livre" ou "fluido", é óbvio que a deverás guiar em direção aos produtos Terra da mesma forma que pedidos mais femininos e "chiques" requerem a marca Marble Lily. Se prestares atenção poderás apanhar estas palavras-chave e identificar a marca que a tua cliente procura, o que tornará o teu trabalho bastante mais fácil.

O dinheiro não é tudo...mas ajuda!
O que quer que faças, nunca sugiras nada acima do orçamento do teu cliente pois o cliente perderá, com certeza, interesse nos teus conselhos e na tua loja. A quantidade de dinheiro de manobra que o teu cliente tem pode também ser um indicador valioso para certas marcas: se estiver na casa dos milhares, fá-la esbanjar tudo na Alvarado; se o seu limite de crédito for mais modesto, opta por marcas menos caras como Pure Cloth ou Capsule e orienta-te mais pela imagem que procura.

Consulta as tuas notas
Por vezes terás de pensar seriamente no modelo adequado para o teu cliente e poderás perder-te nos detalhes por isso lembra-te que podes sempre ouvir a sua descrição outra vez no separador Menu no topo do Ecrã Tátil e podes ver o seu orçamento em qualquer altura selecionando "Order" no fundo.

Não são bem "diamantes" mas ainda assim...
Uma vez que todo o teu stock é cuidadosamente catalogado e categorizado, a função de pesquisa no armazém será a tua melhor amiga. Quando uma cliente descrever o que procura, o teu primeiro instinto deverá ser pesquisar tudo o que se encaixe no orçamento. Não te esqueças que podes pesquisar por marca, palavra-chave, cor, tipo de artigo e até por "humor".

A primeira regra das vendas a retalho
Se vários artigos forem adequados e estiverem dentro do orçamento da tua cliente, certifica-te de que apresentas o artigo mais caro. A moda, afinal, é também um negócio...

Experimentar ou procurar...eis a questão
Quando encontras o artigo que a tua cliente pediu, tens duas opções: pede-lhes para experimentar (Try it On) ou para procurar (Take a Look). Incentivar um cliente a experimentar uma peça é sério e só deverás tomar este caminho se estiveres completamente confiante de que adorarão a peça que escolheste. Se a tua cliente adorar a tua escolha, ele poderá pedir-te para selecionar outra peça ou possivelmente todo um conjunto de peças, o que poderá significar muito dinheiro para a tua loja. Por outro lado, se a cliente não gostar da peça, abandonará a tua loja de mãos a abanar, convencida de que não percebes nada de moda.
Pedir a uma cliente para dar uma vista de olhos é uma opção muito mais segura: se ela gostar da peça que sugeriste, irá experimentá-la; se não, é provável que te guie para algo mais próximo das suas necessidades. Podes apresentar artigos para os quais os clientes olharão até três vezes mas à quarta tentativa, a cliente experimentará o que quer que lhe mostres. Estas oportunidades extra podem revelar-se bastante úteis quando clientes mais "desafiantes" aparecerem. As desvantagens? Se apresentares à tua cliente um artigo de que gostará de certeza pedindo-lhe para "Take a Look", ela não sentirá confiança nas tuas capacidades de estilista, o que significa que não irá pedir-te para encontrar mais nada, resultando em quebra de vendas e lucros.

Vitrines que deslumbram
Se vestires manequins exclusivamente com uma marca, criarás um look coordenado que os clientes adorarão de certeza, o que implica que poderão entrar na tua loja e pedir-te para adquirir o conjunto completo. Vai ser só dinheiro a entrar!

Abastecer o armazém
É muito melhor ter um ou dois artigos de cada estilo que seja apelativo no teu armazém do que centenas de peça da mesma coisa; algumas peças diferentes deverão oferecer variedade para satisfazer até a mais exigente cliente. O estilista verdadeiramente conhecedor terá uma vasta gama de tipos de artigos, marcas e cores, e usará regularmente a função de pesquisa para identificar quaisquer áreas em falta no armazém. Se negligenciares certas marcas ou artigos, perderás, com certeza, vendas valiosas!

Lidar com clientes misteriosas
Se tiveres em mãos uma cliente difícil que não te tenha dado muito com que trabalhar, escrutiniza o que está a usar e tenta decifrar que marca é, pois é provável que ela vá gostar de um artigo dessa mesma marca. Se isso falhar, a cor pode ser a solução: se uma cliente aparecer vestida de uma cor de cima a baixo mas não tiveres a marca que ela deseja, tenta apresentar-lhe algo nas suas tonalidades preferidas. Pode ser que lhe abras os olhos para algo novo e faças uma venda.

Concursos de estilo
Depois de estares na pele de gerente de loja, Rococco aparecerá e convidar-te-á a fazer parte dos concursos de moda. Se os venceres, ganharás respeito e artigos raros da marca Masquerade. Não te preocupes em pagar pelo stock - uma das regras é que podes apenas escolher artigos da lista que ela te dá. Presta atenção a quaisquer descrições que te sejam dadas, identifica uma marca com a qual trabalhar e cria um look holístico. Depressa te tornarás na melhor estilista da cidade!